Wednesday, January 07, 2015

Mandrake Som - Eu Não quero Nem Saber

Mandrake Som

Ivanir do Nascimento (Guaratinguetá, 21 de maio de 1934 - Roma, Setembro de 1988) foi um cantor e percussionista naturalizado italiano, ativo brasileiro na Itália desde o final dos anos cinquenta e conhecido pelo nome de Mandrake (ou MandrakeSom). 

 Biografia O apelido vem da participação em um programa de televisão no Brasil, em 1959, que participou como maestro e arranjador Enrico Simonetti: durante um episódio dedicado à magia, Ivanir do Nascimento sendo a única orquestra de ter um bigode, vai jogar o mágico Mandrake, tendo então definitivamente o nome. Mandrake participa de shows e gravações com artistas de renome internacional, como Jair Rodrigues, Elis Regina, João Gilberto, Maria Bethânia, Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Wilson Simonal, Piper Carlos, Roberto Carlos, Gal Costa. Em janeiro de 1970 ele tocou com o grupo de Elza Soares, com a qual, a convite de Franco Fontana, o grupo move-se para a Itália para uma turnê de 20 dias, que começa no Teatro Sistina, em Roma. Mandrake vai finalmente realizou seu sonho de infância, para ser capaz de ver o Coliseu. Não vou voltar para o Brasil. Com guitarrista Irio De Paula forma de antes do trio "Macumba" e mais tarde o quarteto "Balanco" com a participação do baixista George Rosciglione. Depois de quatro anos Mandrake formar seu grupo "Mandrake Som". Na Itália, ele logo se tornou famoso. Você deve a sua presença em vários programas de televisão e rádio, como convidado de honra. Em 1971, ele participou da Cantagiro; em 1972, em "The Studio" com Enrico Simonetti; Trabalhar com Gigi Proietti, Enza Sampo; Participa como convidado especial para o show "Two of a Kind", com Ornella Vanoni; joga com Blanche Dubois, Bardotti, Calabrese; está entre os artistas presentes na noite de gala em honra do Beato Angelico com Giulietta Masina. Junto com figuras influentes, como Giulio Andreotti e Rita Levi-Montalcini, é chamado, em dezembro de 1985, o programa "How to Colher River - 20 testemunhas depois que a bomba -. O dia seguinte" Primo do Pelé, colaborando há anos com músicos italianos, cantores e maestros de orquestra: entre outros para lembrar Toni Esposito, o perigeu, Irio De Paula, Ornella Vanoni e Gianni Ferrio. Entre os discos para lembrar uma raridade colecionável: Sambossa 1975. Ele trabalhou de 1983 até sua morte, com a cantora argentina Liliana Gimenez.

  Fonte: Wekipedia - Italia

No comments: